O que esperar de: Festival de Cannes 2013


É hoje que começa o famoso Festival de Cannes, que irá até 26 de maio. Cannes, como sempre, traz diversos longas que serão noticia no decorrer do ano. Vários filmes começaram sua historia de sucesso no festival e, ao longo do tempo, se tornaram clássicos máximos da sétima arte. Esse ano o presidente do júri é um dos grandes, Steven Spielberg. Também está no  júri o diretor Ang Lee, que já concorreu a Palma de Ouro duas vezes. Completam a bancada os atores Nicole Kidman e Christoph Waltz, que venceu Cannes, como melhor ator por Bastardos Inglórios.

Spielberg só venceu Cannes uma vez, na categoria de melhor roteiro por Louca Escapada em 1974. Talvez, porque seus filmes, ditos blockbusters, não façam a cara de Cannes (embora os EUA sejam o pais que mais venceu a Palma de Ouro, 12 vezes). Então, vamos ver que tipo de filme Spielberg dará a Palma de Ouro. Já eu, farei uma lista com os filmes, tanto em competição como fora, que eu mais quero ver do festival. Eis a lista:

Inside Llewyn Davis (Joel e Ethan Coen; em competição)

É o novo filme dos irmãos Coen, acho que isso é motivo suficiente para aguardar ansiosamente. O trailer já está disponível, nele vemos o habitual parceiro dos Coen, John Goodman, mas o protagonista, Llewyn Davis, é interpretado por Oscar Isaac, que talvez você tenha visto em Sucker Punch e Drive. Carey Mulligan e Justin Timberlake completam o elenco. “ Um cantor folk com um gato”, é o que Goodman diz no trailer, “O gato não é meu, só não sei o que fazer com ele”. Pelo trailer, podemos ver que será um filme mais sério, mas com humor, não tão sério como Onde os Fracos Não Têm Vez, e não tão engraçado e maluco como O Grande Lebowski. Quero ver o que eles aprontaram dessa vez, cheira a Oscar!

Only God Forgives (Nicolas Winding Refn ; em competição)

Drive é um dos melhores filmes dos últimos anos, talvez o melhor. Fazia tempo que eu não me empolgava tanto com um filme. E o diretor dinamarquês, Nicolas Winding Refn, repete a parceria com Ryan Gosling neste longa que sucede Drive, Only God Forgives. Nicholas ganhou o prêmio de melhor diretor em Cannes por Drive, será que leva de novo? Quem sabe a Palma de Ouro.

Wara No Tate (Shield of Straw) (Takashi Miike; em competição)

Um pouco de cinema japonês em Cannes. Sei muito pouco sobre esse longa, só sei que é dirigido por Takashi Miike. Vi apenas dois filmes do diretor, Audition (1999), que tem uma das melhores cenas de tortura que eu já vi, e 13 Assassinos (2010). Ambos são geniais, e estou louco para ver os outros filmes do cara, que tem uma filmografia de quase 90 filmes, sendo também conhecido por realizar vários filmes no mesmo ano.

The Great Gatsby (Baz Luhrmann; fora de competição)

O longa abre o festival de Cannes. Leonardo Di Caprio é o Gatsby. Di Caprio também é um dos melhores atores da atualidade e o novo queridinho do Scorsese, do Scorsese! O diretor de Moulin Rouge, o exagerado Baz Luhrmann, assina essa nova versão do romance de F. Scott Fitzgerald.

The Bling Ring (Sofia Coppola; Mostra Un Certain Regard)

Sofia, a filha do homem, Coppola. O filme está na mostra Un Certain Regard, que não concorre a Palma de Ouro. Sofia só concorreu ao prêmio uma vez com Maria Antonieta.

Nebraska (Alexander Payne; em competição)

 Essa é a segunda vez que Alexander Payne concorre a Palma de Ouro. A primeira foi por As Confissões de Schmidt. Tendo já vencido o Oscar de roteiro duas vezes, em “Nebraska”, Payne optou, pela primeira vez, por dirigir um roteiro que não foi escrito por ele.


Comentários

comments

Jonathan De Assis

Author: Jonathan De Assis

Acredita piamente que o Pink Floyd é a maior banda de todos os tempos e que ninguém canta melhor que o Robert Plant. Tem o Scorsese como ídolo máximo e sabe que ele transformará o DiCaprio no novo DeNiro. Com Goodfellas aprendeu as duas coisas mais importantes da vida: Nunca dedure seus amigos e mantenha a boca sempre fechada.

Share This Post On

Envie um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *