Há 51 anos o Brasil sofreu um Golpe: militares derrubaram um possível “Governo Comunista” e  promulgaram diversos atos inconstitucionais. Em que culminou? Resultou em falta de liberdade de expressão, pessoas presas, torturadas e mortas e negação do nosso direito de escolher e agir politicamente.

21 anos depois, em 1985, o Brasil voltou a ser “democrático” e estamos celebrando 30 anos sem a Ditadura Militar (1964-2015).

Cartaz do filme "Democracia em Preto e Branco"

Cartaz do filme “Democracia em Preto e Branco”

Com o objetivo de debater esse período marcante da história do país, a “Mostra Cinema pela Verdade” exibe gratuitamente quatro documentários sobre o tema em universidades dos 27 estados do país. Em Natal esta é a quarta edição do projeto, com a exibição do filme “Democracia em Preto e Branco” do diretor Pedro Asbeg, que fala sobre a “Democracia Corintiana”, liderada pelo jogador Sócrates (1954-2011).

A sessão vai acontecer na próxima quinta-feira (19), às 19h, no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede, que fica na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Toda a programação é gratuita e aberta ao público.

Após as sessões são promovidos debates com acadêmicos, pesquisadores, ex-presos políticos, pessoas ligadas a movimentos sociais, culturais e de direitos humanos, além de participações especiais de diretores ou da equipe de produção dos filmes exibidos. 

Nesta quinta, o debate contará com a presença do advogado cassado pelo regime militar, Juliano Homem de Siqueira e o coordenador do Cinema Pela Verdade 2015, Nelson Marques.

Em Busca de Iara é um dos filmes que estarão em cartaz

Em Busca de Iara é um dos filmes que estarão em cartaz

Haverá uma outra sessão na próxima sexta-feira (20), no salão Nalva Café, na Avenida Duque de Caxias, no bairro da Ribeira. O papo vai ser com a historiadora da UFRN, Maria Emília Monteiro Porto, e a integrante do coletivo Autônomo Leila Diniz, Claudia Gazola.

Será exibido na sexta o  filme “Em Busca de Iara”, que conta a história da guerrilheira Iara Iavelberg.

Quer saber mais sobre os filmes? Confira:

Democracia em Preto e Branco (2014)

Durante o ano de 1982 a ditadura militar completava 18 anos. A música popular brasileira sobrevivia de metáforas, devido a grande opressão e censura, e o clube de futebol Corinthians passava por um período interno turbulento. No meio disso, o rock nacional começava a nascer. O filme mostra como a música, o esporte e a política se encontraram para mudar o rumo da história do país.

Duração: 90 minutos.

Em Busca de Iara (2013)

Através de uma investigação pessoal de sua sobrinha, Mariana Pamplona, o filme resgata a vida da guerrilheira Iara Iavelberg. Uma mulher culta e bela, que deixou para trás uma confortável vida familiar, optando por engajar-se na luta armada contra a ditadura militar. Vivendo na clandestinidade, na esteira de uma rotina de sequestros e ações armadas, tornou-se a companheira do ex-capitão do exército Carlos Lamarca, compartilhando com ele o posto de um dos alvos mais cobiçados da repressão. O filme desmonta a versão oficial do regime, que atribui sua morte, em 1971 a um suicídio.

Duração: 90 minutos.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Comentários

comments

Sobre o Autor

Lara Paiva

Natalense, jornalista, gosta de música, livros e boas histórias desde que se entende por gente. Também tem uma quedinha pela fotografia.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.