Sabe quando acabamos de ver um filme, um episódio de uma série ou uma peça teatro que, de tão bom, passa tão rápido? Essa foi a mesma sensação de muitos após o painel com Carlos Villagrán, o eterno Kiko de Chaves, em mais painel da CCXP Tour Nordeste na última sexta-feira (14/04). Tal sensação ainda foi agravada pelo fato de que o evento aberto ao público com Villagrán, previsto para às 19h30, começou às 20h, mas terminou pontualmente às 20h30. Em outras palavras, foram cortados cerca de 30 minutos de nosso encontro com o Kiko!

Mas a espera valeu a pena para o público que lotou os cerca de 6000 lugares do Teatro Guararapes. Quando o ator mexicano veio ao palco, o público o recebeu com muita nostalgia e felicidade, relembrando as célebres frases dirigidas por Dona Florinda a seu personagem, como “Não se misture com essa gentalha” e “Tesouro, Tesouro”. Outro momento do programa relembrado pela audiência foi a música “Que Bonita a sua Roupa”, cuja letra é linda e de tamanha simplicidade. Simplicidade essa que se infiltrou no seriado infantil de maior sucesso em nosso país, provando que algo para ser bom e memorável não passa, necessariamente, pelo dinheiro. Um exemplo disso é que, segundo Villagrán, Chaves era gravado apenas com três câmeras no set!

Carlos Villagrán: o divertidíssimo intérprete de Kiko

Contagiado pela animação do público, o intérprete de Kiko se divertiu no palco, e fez muita gente gargalhar com isso. Primeiramente, ele fez um pot-pourri de músicas brasileiras: de Na Boquinha da Garrafa a Fio Maravilha. Em seguida, arriscou uma interpretação zumbi do Kiko após um de seus fãs ter comentado que uma de suas séries preferidas é The Walking Dead. Finalmente, não economizou nas tentativas de falar em português com o público, afirmando, inclusive, dentre as falas dubladas de seu personagem, Villagrán prefere a “Cale-se, cale-se, cale-se, que você me deixa looooooouco!”.

 Filme com Danilo Gentili

Villagrán tem um grande histórico com o Brasil. Na década de 90, durante a época em que viajou pela América Latina com um circo, o ator passou por diversas cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Foi por aqui que, em 2013, anunciou sua aposentadoria e, um anos depois, sinalizou que havia desistido da aposentadoria. Não é surpresa, então, que tenha sido ele o escolhido pelo diretor Fabrício Bittar para ser o antagonista do filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola, uma adaptação do livro de Danilo Gentili, com previsão de estreia ainda em 2017. Confira o trailer, que também foi exibido no painel.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Comentários

comments

Sobre o Autor

Vinícius Vieira

Sagitariano carioca que mora em Natal. Jornalista formado pela UFRJ e UFRN. Apaixonado por cinema, praia e viagens.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.