5"Nota Total"
Nota do Leitor: (0 Votos)
0.0

Obviamente, a franquia Velozes e Furiosos não detém o melhor enredo ou a melhor construção de personagens. Tampouco importantes mensagens ativistas. Porém o que fazia a franquia de filmes ser o que é para muitas pessoas é alma que o filme continha em seu núcleo. O que acontece, então, quando se força tanto essa alma? É isso mesmo, ela se quebra, e tudo o que você construiu se perde. O filme, que já era visto por muitos como vazio, se torna verdadeiramente vazio. Foi isso que aconteceu em Velozes e Furiosos 8, a mais nova sequência da franquia.

Após a confusão ocorrida no filme anterior, Toretto (Vin Diesel) e Letty (Michelly Rodriguez) vão para Cuba aproveitar a lua de mel. Em idas e vindas, Toretto encontra Cipher, uma mulher misteriosa, que sabe de tudo sobre sua vida e a de seus amigos ou família (como você preferir), e, por isso, chantageia o protagonista, colocando-o contra sua família.  

O novo filme apresenta muitos erros, sendo difícil separar os acertos as duas horas de filme. Particularmente, como fã da franquia, foi a primeira vez que sai tão decepcionado da sala, sentimento totalmente diferente do que tive dois anos atrás com o filme anterior. Diante de tantos defeitos, escolho pontuar o que mais incomoda: a repetição de técnicas que deram certo no filme anterior. O que deveria ser a cereja do bolo leva o filme ao precipício. Outra aspecto seria a falta de argumentos no roteiro, no qual, em algumas partes, os roteiristas se contradizem, além das as escolhas que tomaram deixa tudo muito errado, como por exemplo no momento em que tentam explicar o porquê de Brian não estar mais com Toretto e Letty. Além de bastante superficial, o assunto some no restante do filme. 

Uma das poucas coisas que podem ser pontuadas como positivas são os efeitos especiais e algumas cenas de ação (não posso dizer todas porque o mote de uma cena se repete diversas vezes). São elas as responsáveis por impressionar os espectadores que, por causa delas, podem não perceber certas o enredo fraco e insustentável.

É triste que uma franquia, em ascensão desde o filme 4, quando passou por uma mudança, se torne tão superficial. Depois desse fiasco, provavelmente não voltarei a acompanhar o desenrolar dessa história. Minha ausência será insignificante, uma vez que os números relacionados ao faturamento são cada vez maiores, e são eles que manterão a chama viva para próximos filmes da série.  

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Comentários

comments

Sobre o Autor

Vinícius Cerqueira

18 anos, baiano de raça pura, nerd em formação, amante assumido da sétima arte e polêmico em seus textos nas horas vagas.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.