Aqui vai uma matéria internacional com delay de um ano. Los Angeles que se cuide, pois tem outra cidade atraindo as atenções da produção audiovisual mundial e é Vancouver. É crescente o número de produções televisivas que atualmente são gravadas na cidade canadense; além disso, a quantidade de filmes gravados por lá também tem aumentado. Estive estudando na cidade ano passado e pude comprovar de perto esse crescente interesse, embora a impressão que tenho é de que ainda desconhecido pelo “grande público”.

Gravações de Supergirl no centro de Vancouver. Imagem da internet

As três séries de maior peso da CW atualmente são filmadas em grande parte no centro de Vancouver: Arrow, Flash e Supergirl. Dependendo da duração das gravações é recorrente que grandes avenidas da cidade, como Pender e Dunsmuir, serem parcialmente fechadas durante os fins de semana. Além dessas séries, outra produção muito famosa da CW, Supernatural, é gravada em Burnaby, cidade da região metropolitana de Vancouver.

Enquanto estive em Vancouver tive a oportunidade de acompanhar por alguns minutos as gravações da série da Amazon, The Man in The High Castle, no centro. Nesse caso a produção interditou apenas uma calçada enquanto o resto estava livre, então pude acompanhar bem de perto. Não fui informada das gravações. Simplesmente eu estava no lugar certo na hora certa. Outra série bem popular gravada na região metropolitana de Vancouver é Once Upon a Time da ABC. Suas gravações, que acontecem geralmente em julho, são um verdadeiro evento do verão para os moradores da pacata, belíssima e elitizada vila de Steveston, localizada em Richmond, outro município nas redondezas de Vancouver.

Posted by Isa de Oliveira on Tuesday, July 25, 2017

 

E também há os filmes. Cada vez mais produções Hollywoodianas estão sendo filmadas completa ou parcialmente em Vancouver e exemplos não faltam: Saga Crepúsculo, Missão Impossível – Protocolo Fantasma, trilogia Maze Runner, TRON O Legado, Deadpool, dentre outros. Para isso, os estúdios contam com a parceria do Canadian Motion Picture Park, um grande estúdio onde essas produções, além de comerciais de TV, são filmadas. Dentre as empresas parceiras do estúdio estão a Warner Bros, Disney, Amazon, o canal NBC e a montadora Hyundai. A Lionsgate também possui um pequeno estúdio localizado no município de North Vancouver. No site whatsfilming.ca é possível saber o que está sendo gravado na cidade no momento, o site também possui informações de filmagens em Toronto.

Por que o interesse em Vancouver?

Pode haver inúmeras respostas. A primeira delas relacionada a algo mais imediato: o dinheiro. O Canadá é, possivelmente, um destino mais barato para realizar produções se comparado a Europa, por exemplo, ou até mesmo regiões dentro dos EUA, incluindo Los Angeles.

Crédito: Isa de Oliveira

Além disso, no caso específico de Vancouver, também pode haver relação com seu caráter multicultural. A cidade mais famosa da Colúmbia Britânica é extremamente diversa, formada em grande parte por estrangeiros que deixaram pequenas marcas de sua própria cultura por lá, e exemplos dessa diversidade não faltam. Vancouver possui o maior Chinatown do Canadá, onde até o nome das ruas está escrito em chinês. A presença chinesa também é sentida fortemente em parte de Richmond, com grandes supermercados e shoppings dedicados exclusivamente para esse público. Ainda nessa cidade, andar pelos bairros residenciais, é como estar em um filme da Sessão da Tarde com aquelas casas grandes, tipicamente americanas, belos jardins, a cerca branca e com certeza não é preciso andar muito para encontrar um campo onde poderá assistir a clichê cena do time de baseball (futebol americano também vale) treinando, ao lado de um atento treinador e onde certamente estará um pai talvez dedicado até demais assistindo seu filho, ‘a estrela do time’, brilhar.

Vancouver Chinatown. Crédito: Homeaway.ca

O centro de Vancouver é tão misto que você encontra desde áreas muito limpas, repletas de prédios modernos, passando por jardins dignos dos seus sonhos de princesa, leia-se Queen Elizabeth Park, até chegar aos locais mais marginalizados com pichações e tomados por moradores de rua. O centro também está repleto dos mais variados restaurantes indo do ocidente ao oriente. Um deles, talvez meu preferido, era um acanhado restaurante iraquiano onde poderia comer muito e pagar pouco. Os donos são uma família que deixou o Iraque em função dos problemas políticos e econômicos do país.

Se for mais a fundo chegará ao centro histórico conhecido como Gastown, cheia de boutiques e restaurantes finos. Seu clima europeu fará com que mesmo quem nunca pisou na Europa se sinta no velho continente. E várias ruas do centro possuem aqueles famosos becos escuros de Nova York alçados à fama através dos filmes de suspense.

Já nos municípios de North Vancouver e West Vancouver estão os grandes parques florestais, as montanhas de tirar o fôlego, os rios e claro, os ursos.  Ou seja, Vancouver pode se parecer com praticamente qualquer lugar do mundo, é fácil adaptar a cidade às necessidades de um roteiro cinematográfico ou televisivo.

Gastown. Crédito: Yun Han Xu/Getty Images

Outra questão está relacionada ao assédio. O Canadá não é um destino tão visado para o turismo quanto os EUA e Europa, e os turistas são, em grande parte, americanos ou estudantes de intercâmbio que honestamente não dão a mínima para gravações de filmes ou séries, exceção talvez para Once Upon a Time. Enquanto estive lá, nem mesmo a escola onde estudei, que incluía com frequência programas externos de shows à viagens, se interessou em mencionar ou incluir no programa visitas às gravações ou algo parecido. E os moradores permanentes da região lidam com extrema naturalidade a essa realidade da cidade.

Por último, Vancouver já é a terra das oportunidades, inclusive para os jovens inexperientes que buscam trilhar uma carreira no mercado audiovisual. Além das produções crescentes gravadas na região, também há a oportunidade de uma formação completa na área e aí entra a respeitada Vancouver Film School ou simplesmente VFS. Localizada no centro, essa escola de audiovisual atrai estudantes do mundo inteiro com uma proposta de um ensino dinâmico e altamente tecnológico.

É comum caminhar pelo centro e se deparar com estudantes gravando algo nas ruas. A escola também é altamente conectada com as redes de compartilhamento e disponibiliza muitas produções interessantes realizadas por seus alunos, várias delas sendo curtas animados. E se você ficou interessado, a VFS oferece opções de bolsas de estudos para cobrir as mensalidades que, infelizmente, são uma pequena fortuna, mas é importante sempre se informar se você é elegível. Este ano, por exemplo, a escola abriu um processo de bolsas especial em comemoração aos seus 30 anos de existência.

Seja como for, é certo dizer que a produção audiovisual mundial, especialmente a americana, tem cada vez mais voltado seus olhos para Vancouver, talvez seja uma espécie de talento oculto da cidade que cada dia vem ganhando mais reconhecimento. E se provavelmente ela nunca terá o glamour de Hollywood, ao menos irá se tornar uma alternativa importante para profissionais e entusiastas do audiovisual vindos do mundo inteiro.

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on PinterestEmail this to someonePrint this page

Comentários

comments

Sobre o Autor

Isa de Oliveira

19 anos. Estudante de Jornalismo pela UFRN, Fã dos livros e filmes da vida. Meio nerd. Meio Rock N Roll.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.